Essa pagina depende do javascript para abrir, favor habilitar o javascript do seu browser!
Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Notícias > Pesquisa > O que significa minha nota na seleção 2020-2021?
Início do conteúdo da página

O que significa minha nota na seleção 2020-2021?

Escrito por Luciano Barosi | Publicado: Domingo, 30 de Agosto de 2020, 23h34 | Última atualização em Domingo, 30 de Agosto de 2020, 23h34

A nota é apenas um número que, sozinho, quer dizer pouca coisa. A nota dos processos seletivos é um índice feito para criar um ordenamento entre os candidatos com base em critérios desejados no desenho da avaliação, mas que não são necessariamente bem implementados. Por isso a metodologia de avaliação deve ser continuamente analisada.

imagem sem descrição.

 

Na UFCG nós atribuímos peso de 30% para a nota de produção acadêmica e medimos a produção acadêmica segundo alguns dos elementos possíveis. Também adotamos um sistema de bônus para os recém-doutores e incentivamos a atividade de avaliadores ad-hoc com uma pontuação específica.

Também consideramos que todos os pesquisadores de produtividade e todas as pessoas com currículo acima de 7,00 são essencialmente equivalente, um conceito de “suficientemente bom”.

Quando existem pesquisadores de níveis muito distintos, a ideia de que a distribuição de notas é a tradicional gaussiana para a ser falsa e é necessário lidar com as diferenças entre grupos de pesquisadores. O modelo CVP é uma das maneiras possíveis de se fazer isto. A frente vamos comentar sobre o significado da nota obtida desta forma.

A avaliação de projeto era realizada com um série de questões abertas, avaliadas de 0 a 10, compreendendo as seções do modelo do projeto. Este modelo tem dificuldade em ter seus critérios padronizados e pode penalizar projetos que vão assumindo estruturas mais modernas, ao mesmo tempo em que é essencialmente formal.

Passamos agora a utilizar um sistema categórico. Este sistema é baseado no que algumas grandes agências do mundo vem fazendo, atende a visão atual da importância da divulgação científica, que não era contemplada na versão anterior, tem preenchimento muito mais fácil e pode ser padronizada. Existe a necessidade da comunidade de apropriar dos critérios.

Todas as ações foram realizadas na estrita compreensão de que o pesquisador é o centro do processo e cabe ao gerenciamento da seleção garantir a melhor experiência. Todas as decisões foram tomadas pró-pesquisador no que havia de discricionaridade. Evitamos desclassificar projetos por motivos puramente formais, desde que não comprometessem a lisura do processo.

Agora todos os pesquisadores tem suas notas e podem querer saber afinal o que ela significa em ranqueamento. Você pode encontrar abaixo uma figura contento as notas dos projetos no eixo x e os percentis das notas no eixo y. A ideia usual de distribuição gaussiana representa uma reta ligando os vértices deste gráfico na diagonal.

Olhando para as notas finais (pontos em cruz), vemos que as notas são concentradas em uma faixa estreita de pontuação, se sua nota foi 6,00, você tem uma nota superior a 10% dos candidatos, se a sua nota foi 8,00 você já tem uma nota superior a 60% da população. Tipicamente, isto significa que uma nota 7,00 garante a sua aprovação em um concurso com pelo menos 400 vagas (o que é o padrão).

Mais da metade dos projetos tem notas entre 9,00 e 10,0. Menos de 10% tem notas abaixo de 7.00.

A nota de currículos segue muito proximamente uma gaussiana, até a nota 7.0, a partir dai a cauda da curva normal é cortada e todos passam a receber nota 10. Os pesquisadores que tem nota 10.00 correspondem a cerca de 16% da população.  Comparativamente, os pesquisadores que teriam nota entre 7.0 e 8.4 são beneficiados com relação ao resto do grupo.

Na figura está indicada a cota estimada de vagas, total e do CNPq, Observem que é necessário primeiro classificar os projetos de áreas prioritárias, para as cotas UFCG (que estão marcados em azul) e apenas após esta fase classificar as cotas UFCG, de forma que a ordem de classificação indicada não corresponde ao que será a classificação do resultado final.

Observando este gráfico podemos ver que não há demanda qualificada que ficará sem bolsa.

Os dados do PIBITI também estão representados, com uma estimativa do número de bolsas indicada. Neste edital a concorrência é maior, a parcela ocupada pela saturação do CVP é ainda maior, correspondendo a mais de 75%. O comportamento das notas de projeto abaixo de 7.0 merece uma análise mais detalhada. 

 

 

 

 

registrado em: ,
Fim do conteúdo da página